Ultimos para conferir o 11ª Catavídeo

Entusiastas do cinema e da cultura tem só até sábado para conhecer  as produções audiovisuais de Florianópolis. Desde a segunda, dia 16 de novembro, acontece a 11ª edição do Catavídeo, atividade que se propõe a discutir e difundir as produções cinematográficas de Santa Catarina, através de oficinas e exibições cineclubistas. O evento que no Teatro do Sesc da Prainha, nesta sexta e no sábado terá inicio ás 19h30..O Sesc da Prainha fica na Travessa Syriaco Atherino, nº100. A entrada para as exibições é gratuita. Confira a programação:

             20/11/2009 (SEXTA-FEIRA)

Tem a ver com Cidadania” – (Direção coletiva) – animação – 5’

 

 

 

“Da Janela” (Direção – Giovana Zimermann e Sebastião Braga) – ficção – 15’

 

“Fotossensível” – (Direção Kike Kreuger) – documentário – 8’

 

“SACO- Sociedade de Apoio aos Cabeludos Oprimidos” – (Direção Gilnei Pelinson e Wiliam Baltassare) – experimental – 5’

 

“Minha Geladeira”  – (Direção Thiago de Verney Inocêncio) animação – 6’

 

“Mundo Novo” – (Direção Peter Gossweiler) – video-arte – 14’

 

“Perdi Meu Escamento Em Urubici” – (Direção Alan Langdon) – documentário – 8’30”

 

“O Poeta das Ruas” – (Direção Bebel Orofino) – experimental – 5’

 

“HollyShitRiver” – (Direção Krystopher Andrade) – documentário – 10’

 

“Quilombola: A aldeia conta a sua história” – (Direção coletiva) documentário – 8’

 

“Desculpa o Atraso” – (Direção coletiva) ficção – 7’

 

“O Nome Do Dj” – (Direção Guilherme Ldoux) – vídeo clip – 3’59”

 

 “Porcos, Truco e o Mistério de Silmara” – (Direção Marins C. Garcez e Aline R. Maciel) – experimental – 10’

 

“ Dobra” – (Direção Bianca Chiaradia) – vídeo clip – 3

duração total 1h40min

21/11/2009 (SÁBADO)

 

Mostra dos filmes produzidos pelas oficinas do 11º Catavídeo – 19h30

Coquetel de Lançamento do livro “A Linguagem do Vídeo”  de Ricardo Weschenfelder. 20h30

 

 Histórico do Catavídeo

 

O CATAVÍDEO é um projeto multi-setorial dividido em oficinas profissionalizante, mesas de debates e mostra de vídeos catarinenses, realizada pela Associação Cultural Alquimídia.org, e o Fundo Municipal de Cinema de Florianópolis – FUNCINE, de caráter gratuito em todas as instâncias, e que completa uma década. Criado no ano de 1998 em Florianópolis, o CATAVÍDEO nasceu com o intuito de estabelecer um canal livre de exibição e discussão entre os realizadores de vídeo e o público espectador no estado de Santa Catarina.

A primeira característica marcante é que “não-seleção” de vídeos. A mostra não segue uma curadoria excludente, ou seja, todos os vídeos inscritos são exibidos, garantindo um espaço de exibição e de troca de experiências, ajustanto temáticas, estéticas e durações para formar uma grade de programação que ofereça ao público além de um programa agradável, um panorama da produção audiovisual catarinense e de sua pluralidade de gêneros e técnicas empregadas.

Edições lotadas e um número crescente de inscrições no Catavídeo conferiram ao Estado de Santa Catarina o quarto lugar em produção de vídeos do país, segundo o Catálogo da Associação Cultural Kinoforum (realizadora do Festival Internacional de Curtas-Metragem de São Paulo). Possivelmente o Catavídeo é uma das poucas mostras no Brasil que se dedica a dar o maior espaço ao produto cultural audiovisual de sua região. Esta caracterítica já virou marca registrada tanto em Santa Catarina quanto no restante do país.

Abrangendo todo o estado de Santa Catarina (as inscrições são abertas em nível estadual), a mostra cresce a cada ano. Em sua quinta edição (2003) foram exibidos 62 trabalhos, prestigiados em sessões lotadas com a imprensa cobrindo à totalidade do evento. Na edição de 2004 (6º Catavídeo) foram exibidos 92 produções em 7 dias de evento.

Outra caracterítica do evento é a sua equipe organizadora, parte dela se renova a cada ano, muitas vezes oriunda de suas próprias oficinas de formação ou de produções inscritas. Com a vocação para formar público e revelar novos talentos, o Catavídeo insere-se neste contexto contribuindo para o aumento da produção audiovisual regional de forma aberta e participativa.

Hoje o objetivo do Catavídeo não é apenas firmar-se como a principal janela de exibição da produção catarinense na modalidade “vídeo”, pois esta meta já foi alcançada nos nove anos de existência da mostra. Agora, o projeto deseja mais. Além de formar público e incentivar a troca de experiências entre os realizadores do Estado, a mostra também pretende incentivar ainda mais a produção audiovisual de vídeo, fornecendo ferramentas de capacitação profissional para os que já produzem vídeos no Estado e para aqueles que pretende iniciar a jornada como produtores de vídeo nas suas mais diversas temáticas.

Ao comemorar uma década, o CATAVÍDEO, que já conta com parceiros de peso como o Fundo Municipal de Cinema de Florianópolis – Funcine, a Exato Segundo Produções Artísticas, Cinemateca Catarinense – ABD/SC, e o SESC Santa Catarina, ganhará muito mais visibilidade a exposição que possui. Arengando valores como o apoio a produção local, nacional e a diversidade cultural a marca patrocinadora.

Realização 
Associação Cultural Alquimídia
Fundo Municipal de Cinema de Florianópolis – Funcine
ProduçãoExato Segundo Produções Artísticas
Parceria

Cinemateca Catarinense – ABD/SC
SESC Santa Catarina
Apoio

Fundação Franklin Cascaes

JG Cópias e Impressões
Prefeitura Municipal de Florianópolis
SARCASTICOcomBR

fonte: Divulgação

Arquivo

Acervo

  • Iteia
  • CulturaDigitalBR
  • Issuu
  • Rede Cultura Viva de Santa Catarina

Mídias Sociais

Canais

Licença

Licença Creative Commons
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.